• Lygia Bueno Fragoso

7  Dicas para ajudar nas sessões de terapia com o seu paciente


Lygia Bueno Fragoso é fonoaudióloga graduada na Universidade Federal de Minas Gerais com mestrado em bioengenharia na UFMG. Experiência em audiologia, linguagem infantil e adulto, voz e motricidade orofacial em consultório particular, atendimento domiciliar, APAE (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais) e NASF (Núcleo de Apoio a Saúde da Família).

Aqui vão algumas dicas para você organizar e preparar as sessões de terapia com o seu paciente.

1. Faça uma boa anamnese. Conheça a rotina do paciente, as atividades que ele gosta de fazer e aquelas que não o agradam, os brinquedos e alimentos preferidos, por exemplo, entre outras informações do seu dia a dia. Vale a pena visitar o local que o paciente reside para conversar com os responsáveis e buscar informações a respeito da relação dele com a sua família.

2. Após a avaliação, prepare as sessões com antecedência. Defina os objetivos gerais, os objetivos específicos e estabeleça as estratégias que você irá adotar para isso. Defina também os materiais que serão utilizados na terapia.

3. Avise o paciente o início e o fim de cada atividade. Você pode usar um marcador de tempo, um sinalizador de início e fim ou simplesmente guardar os materiais usados pode mostrar o término da terapia.

4. O uso de um caderno ou uma planilha também é uma ótima opção para o terapeuta anotar os treinos para casa e conversar com os responsáveis para transmitir um recado, uma orientação ou receber alguma informação.


5. Use material que atraia a atenção do paciente. Adote a expressão corporal e entoação de acordo com a atividade e os objetivos que pretende atingir. Repita sempre que for necessário e use meios de reforço positivo, como um sorriso, um abraço, por exemplo, para manter a atenção do paciente. Fique atento quando o paciente não demonstrar mais interesse na atividade que você propôs. Por isso, sempre tenha em mente outras atividades para trabalhar com o seu paciente.

6. Assim que a sessão terminar, anote os resultados que obteve com o paciente e registre os avanços de cada sessão para acompanhamento. Anote na forma de porcentagem os resultados para serem usados posteriormente.

7. Estabeleça um limite de sessões para construir um gráfico com os resultados do paciente. Você pode mostrar para o paciente, bem como para os responsáveis para todos acompanharem a evolução do tratamento.


#terapiadefala #terapiadinâmica #terapiadevoz #terapiafonoaudiologica #terapiadefonoaudiologia

1,323 visualizações