• Planilha Ideal - Redação

Em finanças empresariais, é preciso se sentir dono.

Atualizado: Out 8

Nesta série de publicações apresentamos conceitos amplos e gerais de gestão em finanças empresariais, as possibilidades de atuação nesse setor, os princípios e métodos de ser fazer o custeio em sua empresa. As publicações são resumidas e apresentam conceitos introdutórios de cada tema. Acompanhe e inscreva-se para recebê-las direto no seu e-mail.


Na publicação passada vimos como as finanças são importantes na gestão dos negócios. Nessa publicação veremos que para entender o papel das finanças empresariais, é preciso pensar como dono.


Imagine-se dono do próprio negócio. Para iniciar o negócio você precisará investir em equipamentos para a produção ou a prestação de serviços. Para comprar equipamentos é preciso conseguir um empréstimo do banco. Você precisará financiar o pagamento de suas obrigações.


Em paralelo, você também terá que conduzir atividades do cotidiano, como cobrar de clientes e pagar fornecedores.Ter conhecimento em finanças é útil, pois, o profissional que for exercer atividades em diversas profissões ou mesmo no próprio negócio terá que elaborar orçamentos, fazer análises de custo, tentar obter economias com despesas, avaliar rentabilidade de projetos, etc.


Ao fazer pesquisas de mercado, será preciso projetar as rentabilidades dos clientes, determinar os custos logísticos ou mesmo determinar o preço dos produtos, ou serviços prestados. A projeção de vendas é uma atividade básica da qual serão projetadas as receitas, de onde são deduzidos todos os custos. Essa atividade é realizada com as funções de marketing, vendas e finanças.


Na área de contabilidade, o conhecimento em finanças é uma necessidade. As análises financeiras ajudam as empresas a cumprirem suas obrigações de forma inteligente e econômica. Pessoas responsáveis pelas análises financeiras ajudam os contadores e tomadores de decisão a usarem as informações mais valiosas, na prática.


No campo da estratégia, não é possível pensar em estratégia empresarial e deixar as finanças de lado. É esperado que toda decisão estratégia traga um impacto financeiro positivo, ou seja, lucratividade, por isso, as decisões estratégicas devem ser guiadas por análises financeiras.


No campo pessoal, o conhecimento em finanças também é necessário, pois, você frequentemente toma decisões financeiras no seu dia-a-dia. Você determina onde seu dinheiro é investido, em qual banco pede um empréstimo, em que instituição solicita crédito, você decide se compra à vista ou parcela o pagamento em um prazo maior, etc. Para isso, as planilhas financeiras são fundamentais.


Fonte: Ross, Stephen A.; Westerfield, Randolph W. Princípios de administração financeira. Altas, 2000.